Entidades empresariais reunidas no Voz única do Vale cobram de políticos e autoridades atenção às obras estruturais para a região

Nesta segunda-feira, 21 de agosto, um encontro reuniu autoridades e entidades no Centro Empresarial de Blumenau com o objetivo de cobrar prazos e mais agilidade na duplicação da BR-470 e outras obras do Vale. O tom da reunião foi de pressão, segundo divulgado pelos meios de comunicação locais.  “As entidades empresariais do Vale do Itajaí colocaram lideranças políticas na parede, cobrando seis obras de grande porte para a região. Além de apertar representantes públicos, a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) aproveitou a presença de deputados, prefeitos, vereadores, senadores, secretários e diretores dos governos estadual e federal para definir prazos e organizar um cronograma de fiscalização. Qualquer um que quisesse vir com papo furado era questionado pelos organizadores” escreveu o repórter Augusto Ittner para o Jornal de Santa Catarina. De acordo com o jornalista, o presidente da Acib, que coordenou o encontro, foi enfático: “não vamos mais aceitar tró-ló-ló”, apontou Avelino Lombardi.

Cronograma de duplicação apresentado na reunião e considerado inadmissível pelo presidente Sergio Cunha. “Desistir jamais”, disse Cunha sobre a proposta.

As principais reivindicações apresentadas no evento batizado de Voz Única do Vale foram a duplicação e concessão da BR-470; ampliação do potencial do Aeroporto Internacional de Navegantes; bacia de evolução na foz do Itajaí-Açu, trazendo benefícios aos portos; sistema de prevenção de enchentes na região de Brusque; reforma do Pacto Federativo (revisão do modelo de distribuição de impostos); revitalização da Rodovia Jorge Lacerda; e construção do anel de contorno urbano de Gaspar. As duas primeiras, porém, foram as que geraram mais discussão. Quanto à rodovia federal, a presença do diretor de concessões do Ministério dos Transportes, Fábio Freitas, apimentou a conversa, segundo o que publicou o JSC.

Ainda segundo a reportagem, “baseado principalmente na falta de recursos, o representante da União apresentou os cronogramas para duplicar e conceder a rodovia – algo que não havia sido divulgado até então. São cinco as datas e prazos estabelecidos. Até dezembro, ocorrerá uma audiência pública para tratar da concessão e a previsão é de que o edital de licitação seja publicado até agosto do ano que vem. O leilão está agendado para novembro de 2018, logo após as eleições presidenciais e em uma fase de transição no Planalto”, informou Ittner.

Sobre a duplicação da BR 470 bandeira que o Secovi Blumenau e Região adotou ao integrar o comitê pela duplicação da rodovia, o presidente do sindicato, Sergio Cunha considerou os números e prazos apresentados pelo governo federal como inaceitáveis. “Desistir jamais”, publicou o presidente no Facebook, avaliando o encontro.

Nova reunião deve acontecer daqui a 60 dias.

(Com informações do Jornal de Santa Catarina)